servicos
Não confie sua Investigação a amadores e curiosos, contrate um Detetive Particular com 23 anos de experiência
saibamais

fiqueligado
Há mais de 23 anos em busca de pessoas desaparecidas.
saibamais

faleconosco
A WT faz rastreamento de pessoas e veículos por meio de satélite e rádio.
saibamais

Detetive Particular em Ituiutaba MG

A WT tem sua sede em Uberlândia – MG, mas atendemos em todas as cidades do Brasil. Para Investigações em Ituiutaba – MG  Fale com o Detetive Particular Wilson Teixeira, este com 45 anos e 23 de experiência como Investigador. WhatsApp: 34 99904-5669

 

 

História

Ituiutaba é uma fusão de vocábulos tupis que significa ‘povoação do rio Tijuco’. Os primitivos habitantes do município eram ameríndios, pertencentes ao grupo Gê, também chamados caiapós. Uma das tribos que deixaram fama na região foi a dos panariás, muito bem estudada por Alexandre Barbosa, de Uberaba. Por fim ela foi aldeada na atual povoação de São Francisco de Sales, às margens do Rio Grande, no vizinho município de Campina Verde.
Os panariás – assinala o historiador Edelweis Teixeira – deixaram seus vestígios à margem dos rios Tijuco e Prata, além de igaçabas funerárias, aqui e acolá. Praticamente, não houve luta entre os ameríndios e o invasor branco, pois os silvícolas, tão logo verificaram a superioridade de armas dos desbravadores, ou se submeteram e foram agrupados na aldeia de São Francisco de Sales, ou foram expulsos para Goiás e Mato Grosso. As principais artérias de penetração na zona de ltuiutaba foram os rios Prata e Tijuco, principalmente o primeiro. Segundo Dr. Edelweis Teixeira, de Desemboque partiram várias expedições com o objetivo de descortinar e conhecer a região entre os rios Grande e Paranaíba.

Formação Administrativa

Distrito criado com a denominação de São José do Tijuco pela Lei Provincial n.º 138, de 03-04-1839, e pela Lei Estadual n.º 2, de 14-09-1891, subordinado ao município de Prata.
Elevado à categoria de vila com a denominação de Vila Platina, pela Lei Estadual n.º 319, de 16-09-1901, sendo desmembrado de Prata. Sede na antiga povoação de São José do Tijuco. Constituído do distrito sede. Instalado em 02-01-1902.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1911 a vila é constituída do distrito sede.
Elevada à condição de cidade com a denominação de Ituiutaba pela Lei Estadual n.º 663, de 18-09-1915.
Nos quadros de apuração do Recenseamento Geral de 1-IX-1920, o município é constituído do distrito sede.
Pela Lei Estadual n.º 843, de 07-09-1923, é criado o distrito de Santa Vitória e anexado ao município de Ituiutaba.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1933 o município é constituído de 2 distritos: Ituiutaba e Santa Vitória. Assim permanecendo em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937.
Pelo Decreto-lei Estadual n.º 1.058, de 31-12-1943, foram criados os distritos de Capinópolis e Gurinhatã e anexados ao município de Ituiutaba. No quadro fixado para vigorar no período de 1944 a 1948 o município é constituído de 4 distritos: Ituiutaba, Capinópolis, Gurinhatã e Santa Vitória.
A Lei n.º 336, de 27-12-1948, desmembra do município de Ituiutaba o distrito de Santa Vitória, elevado à categoria de município.
Em divisão territorial datada de 1-VII-1950 o município é constituído de 3 distritos: Ituiutaba, Capinópolis e Gurinhatã.
A Lei n.º 1.039, de 12-12-1953, desmembra do município de Ituiutaba o distrito de Capinópolis, elevado à categoria de município. Pela mesma Lei é criado o distrito de Ipiaçu e anexado ao município de Ituiutaba.
Em divisão administrativa referente ao ano de 1955, o município é constituído de 3 distritos: Ituiutaba, Gurinhatã e Ipiaçu. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1960.
A Lei Estadual n.º 2.764, de 30-12-1962, desmembra do município de Ituiutaba os distritos de Gurinhatã e Ipiaçu elevando-os à categoria de município.
Em divisão administrativa referente ao ano de 31-XII-1963, o município é constituído do distrito sede. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2014.

Fonte

Ituiutaba (MG). In: ENCICLOPÉDIA dos municípios brasileiros. Rio de Janeiro: IBGE, 1959. v. 25. p. 304-309. Disponível em: http://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/livros/liv27295_25.pdf. Acesso em: ago. 2015.